Saúde Física Dr Gabriel Azzini

Como Queimar Gordura com Jejum Intermitente

Muitas pessoas têm falado que estão fazendo Jejum Intermitente e perceberam que estão perdendo bastante gordura corporal.

jejum intermitente

Mas uma dúvida muito frequente é: tem como otimizar e acelerar a perda de gordura?

Você conseguirá estes resultados através do Jejum Intermitente. Veja o que você deve fazer:

  • Manter seu estoque de glicogênio baixo.
  • Manter sua insulina baixa.

Ao fazer isso, você vai otimizar sua queima de gordura. Para você entender como fazer isso, é preciso saber o que acontece quando você se alimenta.

Quando você ingere alimentos, o seu pâncreas libera um hormônio chamado insulina. E faz com que você armazene essa energia que não será usada na hora, de duas maneiras: ou sob a forma de glicogênio, que são os açúcares ou sob forma de gordura.

Uma ideia interessante é comparar o glicogênio como se fosse um pequeno frigobar. Você só consegue acumular glicogênio para mais ou menos 18 horas de geração de energia.

E a gordura pode ser comparada a um freezer grande, que tem uma tampa na parte superior, porque você consegue acumular energia por muito tempo sob forma de gordura.

Se você é uma pessoa normal, você terá em torno de 60 dias de energia armazenada sob forma de gordura.

Você precisa baixar seu estoque de glicogênio 

E se você está comendo de 3 em 3 horas, você está sempre ‘enchendo seu frigobar’, sempre deixando comida e enchendo seu estoque de glicogênio.

E assim, você nunca vai conseguir acessar rapidamente essa gordura para conseguir emagrecer.

Mas se você já está fazendo jejum e já está notando os benefícios. Então, provavelmente, nesse período do jejum, você baixa bastante seu estoque de glicogênio, conseguindo acessar melhor a sua gordura corporal.

jejum intermitente

Para você otimizar essa gordura, é preciso estar com a insulina baixa. A insulina pode ser comparada como um segurança, como tendo sua mão em cima da tampa do freezer. Quando ele está presente, não quer que você abra esse freezer e queime gordura como fonte de energia.

Como manter a insulina baixa?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é só comer carboidrato que aumenta a sua insulina. Se você come proteína, por exemplo, 5g de BCAA ou 1 dose de Whey Protein, você já dá um pico de insulina no seu organismo que bloqueia sua queima de gordura.

Para manter a insulina baixa, e tirar esse segurança que está impedindo você de acessar esse freezer cheio de gordura, você precisa em uma das refeições próximas do jejum, ou a refeição antes de começar o seu período de jejum ou na refeição seguinte após você terminar seu jejum intermitente, comer bastante gordura e pequena quantidade de proteína e carboidrato.

Fazendo isso, você vai manter sua insulina baixa e otimizar sua queima de gordura.

Por exemplo, na refeição antes ou depois do jejum intermitente, você pode comer uma porção de castanhas, de oleaginosas. Pode ser a castanha-do-Pará, a castanha de caju ou amêndoas.

É porque essas substâncias contêm alto índice de gordura, baixa proteína e baixo carboidrato. Outra opção é comer, por exemplo, um abacate, que é mais rico em gordura do que carboidrato e proteína.

Uma terceira opção seria comer alguns pedaços de coco, que também tem mais gordura do que carboidrato e proteína.

Fazendo isso, você vai ajudar seu estoque de glicogênio, ou seja, fazer seu frigobar ficar vazio e a baixar a insulina, fazendo seu corpo acessar essa gordura para gerar energia.

Na verdade, é uma fonte melhor de energia do que propriamente a glicose. Então, você acessando essa gordura como fonte de energia, você vai conseguir queimar gordura mais rápido e ter uma melhor definição corporal, que é o objetivo que você quer.

jejum intermitente

E se você quer ter mais energia, melhorar a sua capacidade de raciocínio, perder gordura corporal, ganhar massa muscular, dormir melhor e aumentar a sua libido, eu te convido a conhecer o nosso curso completo: Fórmula do Homem Super Saudável.

O que é o curso Fórmula do Homem Super Saudável?

É o único curso criado exclusivamente para homens, que te permite recuperar sua energia e vitalidade que você tinha aos 20 anos, mesmo que você não saiba nada sobre saúde.

A ideia principal é entregar um material simples e prático, de forma que você entenda com toda clareza possível informações sobre a sua saúde, mesmo sem nunca ter estudado nada dessa área.

No curso, você vai aprender e aplicar:

A Verdade sobre a Alimentação: quais os alimentos certos que você deve consumir para melhorar sua saúde (e que são mais baratos do que os “falsos saudáveis” mais anunciados nas mídias).

TESTOSTERONA: tudo que você precisa saber sobre esse hormônio para ter uma sensação de bem estar, maior capacidade de raciocínio e memória, e ainda diminuir os riscos de desenvolver diversas doenças.

O Poder do Sono: dicas práticas de como manter uma rotina saudável visando otimizar a produção do hormônio melatonina, para dormir melhor e acordar totalmente descansado no dia seguinte.

Exercícios que Funcionam: você não precisa ficar horas na academia para perder peso ou ganhar massa muscular (na verdade você pode ficar esse tempo na academia e mesmo assim não ver resultados). Você vai aprender um tipo específico de exercício que não te tomará mais do que 10 minutos ao dia e você tem a liberdade de fazer em casa, sem precisar de qualquer equipamento. E que irá te ajudar a emagrecer, pois você estará queimando gordura até 48h após finalizar o treino!

Controlando o Estresse: O estresse causa uma série de desequilíbrios no nosso organismo, causando inclusive uma diminuição na produção de testosterona.

Com as técnicas certas você saberá como lidar com estresse, e assim usá-las no seu dia a dia para melhorar a sua qualidade de vida.

E muito, muito mais…

Clique aqui para saber mais sobre o curso Fórmula do Homem Super Saudável

jejum intermitente

E aí, gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário!

Sobre o autor | Website

Dr. Gabriel Azzini é formado pela Faculdade de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, especializado em Ortopedia e pós graduado em Medicina do Esporte, Nutriendocrinologia Funcional e Membro da American Academy of Anti Aging Medicine.